C.E. Nossa Senhora Aparecida

  • Quem Somos

Quem Somos

Guanella

O Centro Educacional Nossa Senhora da Aparecida faz parte da OBRA DON GUANELLA    que hoje está difundida em vinte e uma nações do mundo. Seu fundador é Luis Guanella, que nasceu aos 19 de dezembro de 1842, em Francisco, pequena vila entre as altas montanhas alpinas do    norte da   Itália.       
Sua   família, profundamente cristã, era numerosa e de recursos modestos. Do seu pai Lourenço   herdou um caráter forte e tenaz, da sua mãe Maria a delicadeza e a compaixão     para com  os pobres, de ambos herdou a fé, o amor,a piedade e a confiança na Divina Providência.

Para entender um pouco o ambiente em que nasceu Luis Guanella é preciso considerar    a situação política do seu tempo, bastante influenciada pela Revolução Francesa, que     levou    os povos à declaração dos direitos humanos em 26 de agosto de 1789 sob o trinômio"Liberdade, Fraternidade, Igualdade", conduziu   o mundo   à passagem   dos     regimes    absolutos   aos constitucionais, à liberdade de imprensa e de culto.

Tudo isso teve muitos apectos positivos, em plena sintonia com o espírito de amor e de justiça social de Guanella; mas também levou à consequências negativas extremistas tais como: o desrespeito aos princípios fundamentais da  fé e da moral , a perseguição ao Papa e ao clero, a divisão da igreja e a exaltação da burguesia.

    Durante a juventude Guanella sofreu na própria pele estas últimas consequências, tendo até que interromper os seus estudos durante as lutas da unidade da itália, lideradas por Garibaldi.

    Ordenado sacerdote aos 26 de maio de 1866, Padre Guanella em sua ação pastoral, percebendo a triste realidade em que estavam jogados os portadores de deficiência mental, tratados simplesmente como loucos , as crianças carentes, os orfãos e os idosos abandonados decidiu dedicar-lhes especial carinho e atenção, procurando cuidar deles pessoalmente ou encaminhá-los para instituições caritativas adequadas, sempre guiado pelo pensamento de que "não se pode parar até que exista pobres para socorrer e necessidades às quais prover."

    Após 20 anos de dificuldades e contrariedades, em 1886 conseguiu iniciar na cidade de Como/ Itália, a sua "Pequena Casa da Divina Providência", fundando a Congregação Feminina da "Filhas de Santa Maria da Providência".   Aí começou a atender todo o tipo de pessoas em necessidades: idosos e abandonados, doentes, órfãos, portadores de necessidades especiais...

    Aos poucos agregaram-se a ele sacerdotes e jovens que vendo o seu exemplo queriam segui-lo, Assim fundou-se a Congregação Masculina dos "Servos da Caridade". Não parou aí; percebeu que não bastavam os religiosos: Irmãs, Irmãos e Padres, era necessário que os leigos fizessem a sua parte, fundou então a terceira ordem dos Guanellianos, ou seja , os "Cooperadores Guanellianos"; constituída por leigos, cuja missão é estar no mundo difundindo também a caridade com o seu exemplo de vida na família e com seu serviço a favor dos mais necessitados.

    Hoje o que é denominado de Família Guanelliana é a reunião destes três ramos:  a Congregação Feminina, a Congregação Masculina e os Cooperadores Guanellianos.

    Durante os poucos anos de vida que lhe restaram conquistou muitos corações, aliviou a vida de muitos sofredores e ajudou a sociedade a tornar-se mais atenta e solidária para com as pessoas em dificuldade. Guanella morreu em 24 de outubro de 1915, em Como, na Itália após ter aberto mais de trinta instituições.

    Em 1957, uma Associação filantrópica fundada 'a Rua Faustino Lins, 898 / Anchieta - RJ, recebia o nome de Legião Carioca de Assistência, sendo   doada em 1961, ao vigário da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, o Padre Mário Versé, membro da Congregação dos Servos da Caridade, passando a chamar-se Escola Nossa Senhora Aparecida, posteriormente Ginásio Nossa Senhora Aparecida, e atualmente Centro Educacional Nossa Senhora da Aparecida.

    Em 1962, as Irmãs Filhas de Santa Maria da Providência chegaram com a proposta de trabalhar o amor a caridade e cumprir fielmente a filosofia do fundador Padre Guanella. As pioneiras dessa tarefa foram as irmãs Josefina Marchionni e Milena Padovan.

    Em 1963, começou funcionar o Jardim de Infância e o Semi-internato. De 1964 até os dias de hoje há uma continuidade do trabalho , sempre acolhendo as crianças carentes da comunidade e aqueles que as procuram, oferecendo a Educação infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.